INSATISFAÇÃO
IDENTIFIQUE SINAIS NA EQUIPE

  

Redação: Erika Dessler - São Paulo
10/01/2019

Referência: Freepik


Time motivado é meio caminho andado para o sucesso. Prestar atenção nos sinais de uma possível insatisfação pode ser a diferença entre união e fracasso.

Só identificar ¨de quem é a culpa¨ é pouco para a manutenção de uma equipe ágil, engajada e dedicada. Se o ambiente não promove e nem alimenta recursos para manter os colaboradores com a corda toda, não adianta se desdobrar em planejamentos, organização e clientes. Ter uma marca saudável, fluída e em constante movimento, rumo às conquistas, é essencial praticar empatia, impedir boicotes ao trabalho alheio e exigir transparência por parte de todos, afinal, não basta acreditar no projeto, cada um tem que se sentir fragmento do negócio.

PRODUTIVIDADE - Cansaço, rotina, acúmulo de funções e outros apuros do meio corporativo podem ser fatores severos na convivência do cotidiano. Entretanto, a queda de produção e, consequentemente uma diminuição na qualidade do trabalho pode revelar mais do que simples atritos triviais. Feedbacks e, muitas vezes, uma conversa franca entre gestão e colaborador, proporciona fina intimidade e uma identificação assertiva sobre a desmotivação. Compreender a situação é primordial.

AUSÊNCIA - Faltas constantes são indícios fortes de desanimo. Principalmente se o possível diagnóstico for em decorrência da função ou atividades do trabalho. Obviamente que, há outras inúmeras doenças alheias ao ambientes corporativos, mas uma atenção mais detalhada pode resultar em uma descoberta de problemas de saúde como depressão, ansiedade e outras enfermidades oriundas da pressão desacerbada do dia a dia, até mesmo fuga de algo que não consegue resolver no próprio ambiente de trabalho. Diálogos geram respostas positivas. Praticar empatia facilita o entendimento entre a tríade: empresa, direção e colaborador.

COMPORTAMENTO CONTROVÉSIO - Reclamações em demasia sem a apresentação de soluções também podem indicar descontentamento. A rapidez na reversão desta situação faz a diferença no que diz respeito a ramificação desse efeito. Isso porque, a negatividade é como uma epidemia com veloz contaminação, enfraquece o restante da equipe. Investigar o comportamento sem julgamentos é importante. Lidar com egos requer uma cobertura competente para avaliar e sanar danos.

Muitos desentendimentos entre membros da equipe expõe uma inevitabilidade de apuração aprofundada sobre apontamentos e alterações no trabalho do colega sem prévia. Como por exemplo: mudar processos sem avisar o responsável do setor, só para desvalorizar a execução do outro, deliberadamente.

MOTIVAR É PRECISO

Ouvir é o verbo indispensável para gestão. Problemas que surgem no trajeto são explosões de casos guardados por muito tempo, portanto, deve ser tratado com calma e entendimento sobre o cenário na íntegra. Evite expor o colaborador e os envolvidos, e procure escutar os dois ou mais lados que houverem. A comunicação clara e objetiva deve ser incorporada nas diretrizes da empresa, sem exceção.

Boa Sorte!

Copyright - Empresários de Sucesso - 2018 - Todos os direitos reservados