ANTES DO PRIMEIRO MILHÃO, EXISTEM OUTRAS METAS | 14 de Maio, 2018
A racionalidade deve estas equilibrada com a paixão quando se trata de um mercado, apesar de ambas serem, sozinhas, de extrema importância também. A paixão para nos mover, e, a racionalidade para termos a capacidade de alcançar o que a paixão nos propõe. Um caso muito recorrente dentro do mercado que tange a esses dois fatores é o famoso “primeiro milhão”. Um assunto talvez delicado, motivador e muito abordado.

Quantas palestras de empresários que já estavam encaminhados na carreira não vemos sobre os macetes para chegar ao sucesso e a riqueza? Quando já se é estável financeiramente, os desafios são sutilmente menores. Antes do primeiro milhão existem fatores a serem conquistados em primeira instância: quando não se tem uma carreira sólida, que tal objetificar um primeiro projeto antes do lucro eminente? O primeiro passo para o primeiro milhão será sempre básico, mesmo que difícil, que é iniciar sua vida laboral.

Quando se tem uma personalidade sonhadora, é comum tornar como objetivo muitas metas ao mesmo tempo, ainda que sejam a curtos e longos prazos, o que é motivador e acarreta em um incentivo quase impossível de ser negado. Mas, abordando frustrações e conquistas, os realistas podem sair ganhando. Não é um incentivo para uma expectativa baixa, mas sim para um pé mais firme no chão e coerente com o que é real.

O sonho deve ser fracionado e construído por partes a cada conquista realizada- o que torna todos que o fizerem em realistas otimistas- que é o ideal. Seus sonhos e metas devem corresponder ao tamanho de sua ousadia, assim será capaz de alcança-los. Ao mesmo tempo que promove seus objetivos, promova sua capacidade de empreender, eleve sua ousadia no desenvolvimento de projetos.

Abordar o mercado geek é um assunto que vai além de gosto, mas é um assunto que tange empreendedorismo puro. Trazer uma oportunidade de trabalhar com o que se gosta é revolucionário, ainda mais expandir uma cultura tão rica que viveu décadas em um subúrbio marginalizado, que agora, comemora uma epidemia de lucro.

Expectativas surrealistas, ao não serem alcançadas a curto prazo se tornam fardos e consistem muitas vezes na desistência, aí que se encontra a essência de ser racional: celebrar sim as pequenas conquistas e estar apto a moldá-las cada uma em seu tempo determinado.

Redação: Raquel Marconato - São Paulo
Copyright - Empresários de Sucesso - 2018 - Todos os direitos reservados